LIÇÃO 04 – Os atributos do ser humano |26/01/2020

1tadultoslicao4-20b

INTRODUÇÃO

Na aula de hoje, estudaremos os principais atributos do ser humano: espiritualidade, racionalidade, sociabilidade, liberdade e criatividade. Veremos que o homem, apesar da queda, continua a executar a missão que Deus lhe entregou no Éden. A desobediência humana não frustrou os planos divinos.

Se Deus assim nos dotou, usemos cada um de nossos atributos para glorificá-lo. No aperfeiçoamento destes, leiamos a Bíblia, oremos, vigiemos noite e dia, evangelizemos e exerçamos o amor cristão. Em suma, portemo-nos de tal forma, para que o Pai Celeste seja exaltado, eternamente, através de nossas qualidades espirituais, psicológicas e físicas.

Que o Espírito Santo nos abra o entendimento e leve-nos a conhecer as demandas e as reivindicações da Palavra de Deus.

I. A ESPIRITUALIDADE HUMANA 

Neste tópico, aprenderemos que o homem é, também, um ser espiritual. Vejamos, pois, a origem de nosso espírito, seu anseio natural por Deus e como ele pode ser revivificado.

1. A origem divina de nosso espírito. Após formar Adão do pó da terra, o Senhor Deus soprou-lhe nas narinas o fôlego de vida (Gn 2.7). A partir daquele momento, o homem passou a ser alma vivente.

2. O anseio natural do espírito humano. Sendo proveniente de Deus, o espírito humano anseia pelo Pai Celeste, conforme Paulo muito bem acentuou aos atenienses (At 17.21,22). Já o salmista confessou que a sua alma suspirava por Deus (Sl 42.1). Infelizmente, não são poucos os que, devido a uma vida ímpia e blasfema, sufocam o seu anseio pelo Criador.

3. A revivificação do espírito humano. Através de sua morte redentora, Jesus Cristo vivifica o homem que jaz morto espiritualmente (Ef 2.1; Cl 2.13). Só Ele é a ressurreição e a vida (Jo 11.25).

II. A RACIONALIDADE HUMANA 

Tenhamos em mente esta proposição: Deus é um ser racional. Logo, há perfeita harmonia entre a genuína razão e a fé bíblica. Por isso mesmo, Ele requer, de cada um de nós, um culto racional.

1. Deus é um ser racional. Certa vez, o Senhor desafiou o povo de Judá, que caíra na apostasia, a argumentar acerca do verdadeiro caminho (Is 1.18-20). Portanto, Ele requer de seus servos uma postura racional, porquanto dotou-nos de razão. Não temos uma natureza animal e bruta, mas racional e inteligente (Sl 32.9).

2. A harmonia entre racionalidade e espiritualidade. A verdadeira espiritualidade manifesta-se de maneira racional, pois o nosso Deus é um ser racional. Ele não é de confusão (1Co 14.33). Para que o agrademos, o Espírito Santo nos desenvolve a inteligência espiritual (Cl 1.9).

3. O culto racional agrada a Deus. Posto que Deus é um ser racional, devemos cultuá-lo racionalmente (Rm 12.1). Isso significa, antes de tudo, que a nossa adoração a Deus tem de ser perfeitamente entendida, explicada e praticada (Êx 12.26; 1Pe 3.15). Doutra forma, não terá valor algum (Jo 4.22). Aliás, o culto cristão é o mais racional de todos, apesar de parecer, para os incrédulos, escândalo e loucura (1Co 1.18,24).

III. A SOCIABILIDADE HUMANA

Deus nos criou sociáveis; a solidão é contrária à nossa natureza. Por isso, Deus instituiu a família e, só depois, o Estado.

1. A solidão é nociva ao ser humano. No período da criação, a única coisa que Deus afirmou não ser boa foi a solidão (Gn 2.18). Por esse motivo, Deus fez a mulher para que o homem tivesse uma companhia idônea e sábia (Gn 2.21-25). Somente os que se insurgem contra a verdadeira sabedoria buscam viver isolada e solitariamente (Pv 18.1).

2. A família é a origem da sociedade humana. A família é mais importante que a sociedade e mais imprescindível que o Estado, pois ambos dependem do lar doméstico. Salomão, um dos maiores estadistas de todos os tempos, escreveu dois salmos (127 e 128), exaltando o papel fundamental da família na sociedade e no Estado.

3. A Igreja de Cristo, a sociedade perfeita. No Novo Testamento, a Igreja de Cristo é apresentada como a sociedade perfeita, porque nela todos formamos um único corpo (1Co 12.13). Essa união, impensável em termos sociológicos, é denominada o mistério de Deus pelo apóstolo Paulo (Ef 3.1-12).

IV. A LIBERDADE HUMANA

Deus concedeu-nos o livre-arbítrio, para que escolhêssemos entre o bem e o mal. Se, por um lado, temos a liberdade de agir, por outro, não podemos esquecer-nos da soberania divina.

1. O livre-arbítrio. O livre-arbítrio pode ser definido como a capacidade humana de tomar livremente uma decisão. Tal atributo é observado em diversas passagens das Escrituras (Gn 13.9; Js 24.15; Hb 4.7).

2. O ato de decidir. Segundo a Bíblia, o ato de decidir entre o bem e o mal, entre Deus e os ídolos e entre aceitar Jesus e recusá-lo, é um direito que o Todo-Poderoso nos concedeu (Gn 2.9; 1Rs 18.21; Mc 16.15,16).

3. A soberania divina. Já que Deus concedeu-nos o direito de escolha, ajamos com responsabilidade e discernimento, porque todos seremos responsabilizados por nossas escolhas (Ec 11.9; Rm 14.12). Portanto, o livre-arbítrio humano e a soberania divina não são excludentes; são perfeitamente harmônicos.

V. A CRIATIVIDADE HUMANA E O TRABALHO 

O trabalho não é consequência do pecado, mas uma bênção na vida do homem. Neste tópico, veremos que, através do trabalho, o ser humano transforma e preserva a terra.

1. A dignidade do trabalho. Deus criou o homem para trabalhar a terra, ará-la e transformá-la, a fim de torná-la habitável (Gn 1.26; 2.15). Por conseguinte, o trabalho não é um castigo devido ao pecado de Adão, mas uma bênção a todos os seus descendentes. A queda apenas tornou as atividades laborais mais árduas e estressantes (Gn 3.17-19).

2. A criatividade humana. Os descendentes de Adão, trabalhando metodicamente, desenvolveram em pouco tempo as mais variadas técnicas (Gn 4.2,3,20-22). Rapidamente, evoluíram. Na terceira geração, já dominavam a agricultura, a pecuária, a metalurgia e a arte musical.

A partir da torre de Babel, o homem já dava mostras de ter condições de dominar todo o planeta, em virtude de sua criatividade (Gn 11.6). Todavia, jamais poderemos ultrapassar os limites que o Senhor nos estabeleceu.

CONCLUSÃO

Em seu discurso em Atenas, Paulo reconhece todos os atributos que o Criador concedeu ao ser humano. Apesar da queda, a humanidade vem evoluindo continuamente. Mas, em termos espirituais, o homem regride rumo ao abismo. Somente o Evangelho de Cristo é capaz de restaurar-nos plenamente. Por isso, o Senhor Jesus é o nosso Salvador pessoal. Sem Ele, a vida humana perde todo o sentido e o encanto.

Fonte: www.estudantesdabiblia.com.br

Missões tiveram participação no culto da família do templo sede AD Içara

missao

Domingo (20) foi dia de celebrar as missões no Culto da Família do templo sede. Na oportunidade pastor Davi da Silva, 2º vice-presidente da igreja ministrou a palavra de Deus. Veja as fotos.

Os louvores foram entoados pelo Ministério de Louvor Kadosh, pela jovem Maria Julia, entre outros.

Pastor Jefferson de Bem, 2º coordenador do Ceifeiros, comentou a importância de fazer missões. “Existem três formas de fazer missões: Orando, contribuindo ou indo. Precisamos cumprir o Ide de Cristo”, destacou.

Antes do término foi realizado uma oração pelas pessoas que foram diante do altar.

AD Caiobá foi inaugurada no setor de Jaqueline

caioba

Mais uma Assembleia de Deus foi inaugurada na AD Içara na noite desta quarta-feira, dia 15. A congregação do Caiobá fica localizada na comunidade do bairro Tereza Cristina, e pertence ao setor de Jaqueline. Estiveram presentes no ato, pessoas da localidade, membros e obreiros da igreja. Veja as fotos.

Evangelista André Mussini, foi o responsável por empossar os dirigentes. Após a ministração da palavra de Deus e realizada uma oração, Mauro Cezar assumiu como 1º obreiros, e presbítero Clésio como 2º, juntamente com suas esposas.

Novidade teológica

refidim

A Faculdade Refidim lançou recentemente a Bíblia Comentada em Vídeo, um projeto que tem por objetivo facilitar a compreensão das sagradas escrituras.

Através dos vários anos de experiência com o ensino da Bíblia, a Faculdade Refidim percebeu que um grande número de pessoas sente o desejo de conhecer mais a Palavra, outros buscam subsídios sólidos e aprofundados para o auxílio e preparo de sermões e de estudos bíblicos. Frequentar uma instituição de ensino teológico nem sempre é possível.

É dentro deste contexto que a Bíblia Comentada em Vídeo nasceu, um recurso capaz de transpor os obstáculos geográficos e tornar possível o conhecimento bíblico profundo a todas as pessoas e em qualquer lugar do Brasil ou do mundo.

O projeto engloba um comentário em vídeo de toda a Bíblia, capítulo por capítulo, começando pelo Novo Testamento com o Evangelho de Mateus.

Acesse o site e tenha mais informações: www.bibliaemvideo.com.br

A Faculdade Refidim é a instituição oficial da CIADESCP na área de ensino teológico, e há muitos anos disponibiliza curso básico e médio em teologia para as igrejas. Saiba como implantar estes cursos no site:

http://faculdaderefidim.edu.br/cursos/basico-medio/basico-e-medio-em-teologia/

REFIDIM

Rua Cerro Azul, 888, Nova Brasília
Joinville, SC – CEP: 89213-480
(47) 3466 – 0058 – [email protected]

Fonte: Portal CIADESCP

Ano novo, novas oportunidades

espera

Cada novo ano que Deus nos dá é uma nova oportunidade, uma nova chance para realizar muitas coisas, completar outras tantas e consertar muitas outras.

É uma nova oportunidade para corrigir velhos erros. Às vezes existem em nossa vida velhos pecados, vícios ou manias que precisam ser abandonados. Aproveitemos a chegada de um novo ano para fazer um propósito de abandonar de vez essas coisas. Peçamos ao Senhor que nos dê poder para derrotá-las em nossas vidas, e assim andar mais perfeitamente na sua presença.

É uma nova oportunidade para completar velhos trabalhos ou planos, para realizar aqueles propósitos que fizemos no passado e ainda não levamos a efeito (por exemplo: aquela leitura de toda a Bíblia que você começou, mas, por uma razão qualquer, não continuou). Se nos sentarmos para fazer uma lista, descobriremos muita coisa que precisa ser terminada. Aproveitemos o novo ano para encerrar as tarefas iniciadas no passado.

É uma nova oportunidade para realizar velhos sonhos: fazer um curso, comprar ou construir uma casa, fazer uma viagem, casar-se, etc. Sonhar não é proibido e não custa nada, mas para que os sonhos se tornem realidade é preciso fé, vontade e muito trabalho. Resolva que neste novo ano você vai buscar em Deus a realização dos seus sonhos, e decida lutar e trabalhar por eles.

Mas trata-se também de uma oportunidade para fazer novos propósitos e planos. Pense naquelas coisas que você nunca fez e naquelas que nunca fizeram parte dos seus sonhos. Reflita sobre o que Deus espera de você. E então inclua entre as tarefas pelo menos algumas novas, que você precise ou deseje fazer para Deus, para os outros ou para si mesmo.

Na sua misericórdia, Deus tem sido paciente conosco e ainda nos permite viver e ver aquilo que ainda não experimentamos ou não conseguimos, porém é preciso que saibamos que tudo deve ser feito em nome de Jesus Cristo e para a glória de Deus Pai.

E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.  (Cl.3.17)

Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. (I Co.10.31)

Cada novo ano deve ser vivido de tal maneira que, ao olhar para trás, não possamos considerá-lo como perdido, mas sim, como um período proveitoso e abençoado de nossa vida

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. (Sl.90:12).

Pr. Sylvio Macri

12 horas de clamor para 12 meses de vitórias foi realizado na AD Içara

12h

O domingo (12) foi marcado pela presença de Deus no templo sede AD Içara. Foram 12 horas de clamores, orações, louvores e palavra de Deus. O encontro iniciou as 9 horas da manhã e estendeu-se durante todo o domingo, encerrando as 21 horas. Veja as fotos.

Durante o dia muitos entoaram a Deus com louvores. Conjuntos das congregações de Presidente Vargas, Cristo Rei, Jaqueline e Mineração participaram. O grupo de louvor da Juadi também teve participação.

A palavra de Deus foi ministrada em três oportunidades. Pela manhã evangelista Jorge Larcerda trouxe a palavra. No período da tarde a mensagem de Deus foi trazida pelo menino João Vitor Ota. Já a noite, pastor Pedro Tiago trouxe a última ministração.

Em todos os momentos Deus se fez presente através do Espírito Santo agindo na vida das pessoas. Muitas lágrimas, abraços e clamores foram observados.

“Temos visto a mão de Deus sobre essa igreja. Tenho certeza que nas próximas semanas e meses vamos ouvir muitos testemunhos do que o Senhor irá fazer”, destacou o presidente pastor Hebrom Mussini.