Lei que institui o dia da Assembleia de Deus é apresentada na 82ª AGE da Ciadescp

assembleia

O período vespertino da 82ª AGE nesta terça-feira (03), foi de intensas atividades no plenário convencional.

Após a abertura, os Pastores Josué dos Santos Barbosa e Everaldo dos Santos, coordenadores da Comissão Pró-política da CIADESCP, fizeram menção dos pré-candidatos para o pleito deste ano.

Entre os pré-candidatos, estiveram presentes os referendados pela Convenção; os Deputados Estaduais Ismael dos Santos e Kennedy Nunes e a Deputada Federal Geovania de Sá.

Com a palavra, o Deputado Ismael dos Santos, entregou a cópia da Lei de sua autoria que institui 15 de março, como Dia Estadual da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, em homenagem ao centenário da instituição e a sua presença nos 295 municípios de Santa Catarina. A data passa a integrar o calendário oficial de eventos do estado.

“Propomos ao parlamento catarinense que a data fosse instituída em forma de reconhecimento ao trabalho que é realizado em nosso estado. E para glória de Deus tivemos o voto favorável dos 40 parlamentares”, destacou.

O presidente da CIADESCP, Pastor Nilton dos Santos recebeu a cópia da Lei e de forma emocionada expressou sua gratidão, enfatizando que este reconhecimento coroa o trabalho daqueles que desbravaram a Assembleia de Deus em Santa Catarina.

Fonte: Portal Ciadescp

Agenda AD Içara para os dias 07 e 08 de julho de 2018

agendaok

Neste sábado as 14 horas ocorrerá a reunião para discipuladores no plenário do templo sede.

No sábado e domingo o templo de Liri estará realizando o congresso do círculo de oração.

Neste final de semana a Assembleia de Deus de Jaqueline estará em festa. Será realizado o congresso dos jovens da congregação.

Tenha um abençoado final de semana!

82ª AGE da Ciadescp foi aberta em Piratuba/SC

82agecia

Foi aberta na noite desta segunda-feira (02), a 82ª AGE, Assembleia Geral Extraordinária. O Pastor Nilton dos Santos, presidente da CIADESCP, deu as boas-vindas aos convencionais, convidando o Pastor Ezequiel Montanha, presidente da CEADESCP, para fazer a oração inicial, e em seguida foi realizado um momento devocional.

A palavra da noite foi ministrada pelo Pastor Sérgio Melfior, Vice-presidente da CIADESCP. Na oportunidade, Pastor Sérgio trouxe uma reflexão objetiva tendo como base o texto de Salmos 89 e verso 34, dando ênfase a palavra-chave “aliança”. “Desde o princípio Deus fez aliança com o homem, dando exemplo de fidelidade a nós. Deus ama aliança, por isso não vamos deixar quebrar a aliança do nosso casamento. Vamos nos unir como um só homem para defendermos a família”, convocou.

Em seguida Pastor Nilton deu por aberta a 82ª Assembleia Geral com um louvor entoado pelo cantor Marcelo Santos. Na ocasião, esteve presente a Deputada Federal Geovania de Sá, que falou aos convencionais sobre projetos perniciosos que tramitam em comissões legislativas da Câmara dos Deputados e disse estar lutando em favor das famílias.

Após a fala da Deputada, Pastor Nilton convocou o plenário para orar em prol dos governantes para que haja em tudo a direção de Deus. O Secretário Executivo da Secretaria Nacional de Missões (SENAMI), e representante da CGADB, Pastor Saulo Gregório de Lima prestou relatório dos trabalhos realizados. Na sequência o Pastor Volmir Lalana, iniciou a leitura das atas, sendo abordados inúmeros assuntos administrativos, que visam o crescimento da Igreja em Santa Catarina e Sudoeste do Paraná. Nesta terça, quarta e quinta-feira, a AGE terá no período da manhã uma Escola Bíblica de Obreiros com temáticas pertinentes a vida ministerial.

Para ver mais fotos clique aqui e acesse no facebook

Fonte: Portal Ciadescp

Templo Sede celebrou noite de comunhão

ceiamai

O culto de ceia do templo sede foi marcado pela presença do Senhor. A celebração realizada na noite de domingo, dia 01, contou com muitos louvores e a ministração da palavra de Deus. Veja as fotos.

A Orquestra Celebração, o Ministério de Louvor Restauração e o Círculo de Oração Monte Sião entoaram canções.

Ministrou a palavra de Deus pastor Davi da Silva, e na sequência realizou uma oração pelas pessoas que foram diante do altar.

Iniciada a ceia foi feita a leitura tradicional da celebração, 1 Coríntios 11:23. Também foi partido o pão e feita a oração pelo pão e vinho. Já distribuída a ceia foi feita uma oração em agradecimento a Deus.

Círculo de Oração Feminino terá reunião no dia 09

cofareun

A reunião das dirigentes de Círculo de Oração Feminino do mês de julho ocorrerá no dia 09, segunda-feira. Tradicionalmente o encontro ocorre toda primeira segunda de cada mês, mas devido a ausência da coordenadora, o compromisso mensal foi transferido.

Irmã Iliani Zortea estará participando da 82ª Assembleia Geral Extraordinária da Convenção Estadual da igreja (Ciadescp), entre os dias 02 e 06 de julho, em Piratuba/SC.

LIÇÃO 01 – Levítico, Adoração e Serviço ao Senhor | 01/07/2018

lic01

INTRODUÇÃO

Estudaremos, a partir de agora, o livro de Levítico, cujo tema pode ser resumido nesta simples, mas atual ordenança divina: “… portanto vós vos santificareis, e sereis santos, porque eu sou santo” (Lv 11.44). À primeira vista, esse livro da Bíblia Sagrada parece enfadonho e até desnecessário. Todavia, ele é imprescindível para compreendermos a essência do culto divino no Antigo Testamento. Nas lições por virem, constataremos que ainda temos muito a aprender com a congregação israelita no deserto do Sinai.

Estudemos, pois, com diligência e cuidado. Oremos e empenhemo-nos por aplicar cada lição ao nosso viver. Finalmente, não nos esqueçamos de que o Senhor continua a exigir de seus filhos uma vida santa, pura e consagrada ao seu Reino.

I. SOBRE O LIVRO DE LEVÍTICO

Para compreendermos o Livro de Levítico, temos de considerar, inicialmente, quatro coisas muito importantes: sua canonicidade, gênero literário, autoria e data.

1. Canonicidade. O Levítico, bem como os demais livros do Pentateuco, foi reconhecido, desde o princípio, como a Palavra de Deus, e posto “perante o Senhor”, junto à Arca da Aliança, no Tabernáculo (Dt 31.26). Em várias passagens, ele é chamado, juntamente com outros livros do Pentateuco, de “Livro do Senhor”, ou “Livro da Lei” (Is 34.16; 2Rs 22.8). Portanto, o Levítico tem de ser considerado, à semelhança dos demais livros da Bíblia Sagrada, como a Palavra inspirada, inerrante e completa de Deus.

2. Gênero literário. Em virtude de seu gênero literário, o livro de Levítico pode ser considerado o manual do culto divino do Antigo Testamento (Lv 23). Ele pode ser visto também como o estatuto da purificação nacional, social e pessoal do povo hebreu (Lv 17.1-7).

3. Autoria. Moisés é o autor humano de Levítico e dos demais livros que compõem o Pentateuco — os cinco primeiros livros da Bíblia. Por toda a obra, observamos a interação entre os autores divino e humano: Deus e Moisés (Lv 1.1; 5.14; 8.1; 15.1; 21.1; 27.1).

4. Data. De acordo com a cronologia bíblica, a saída de Israel do Egito ocorreu no ano 1445 a.C. Um ano mais tarde, Moisés levantou o Tabernáculo no deserto (Êx 40.17). Foi exatamente nesse ponto que o profeta e legislador, inspirado pelo Espírito Santo, passou a registrar as normas do culto hebreu (Lv 1.1).

II. A RAZÃO DO LIVRO

O livro de Levítico foi escrito tendo em vista estes objetivos: purificar Israel das abominações do Egito, preservá-lo das iniquidades de Canaã e transformá-lo num povo santo, obreiro e adorador.

1. Purificar Israel das abominações do Egito. Além de arrancar Israel do Egito, a Moisés coube também uma missão ainda mais difícil: arrancar o Egito de Israel. Embora já livres da servidão de Faraó, os israelitas não se livraram de imediato das abominações egípcias, haja vista o lamentável episódio do bezerro de ouro (Êx 32.1-10).

Para arrancar Israel do Egito bastou um dia; para arrancar o Egito de Israel, quarenta anos não foram suficientes (Nm 14.33,34). Por esse motivo, o livro de Levítico fez-se necessário e urgente. O Senhor, detalhada e didaticamente, ensinou aos israelitas a diferençar o puro do impuro (Lv 10.10; 15.31; 20.25). Sem esse recurso didático, os hebreus jamais seriam reconhecidos como nação sacerdotal, profética e real (Êx 19.6).

2. Preservar Israel das iniquidades de Canaã. Ao deixarem o Egito, um país notoriamente idólatra, os filhos de Israel peregrinaram durante quarenta anos pelo deserto, para receber, por herança, uma terra habitada por nações ainda mais idólatras e abomináveis (Lv 18.3). Por esse motivo, as recomendações divinas eram tão enérgicas (Dt 18.9).

Sem os estatutos, leis e regras do livro de Levítico, os israelitas corriam o risco de perder as suas características como povo exclusivo de Deus.

3. Transformar Israel num povo santo, adorador e obreiro. A Moisés cabia também educar os filhos de Israel, a fim de transformá-los num povo santo, adorador e obreiro (Lv 11.45). Sem a educação minuciosa e eficiente proporcionada pelo livro de Levítico, os israelitas jamais teriam cumprido a missão que o Senhor lhes designara por intermédio de Abraão: ser uma bênção a todas as famílias da Terra (Gn 12.1-3; Dt 14.2). Afinal, Israel teria de portar-se como nação messiânica, pois tinha como missão principal, embora inconsciente, revelar Jesus Cristo ao mundo (Jo 4.22).

III. O MANUAL DO SACERDOTE

O livro de Levítico foi entregue mui particularmente aos filhos de Levi, objetivando orientá-los quanto às atividades cultuais, santificadoras e intercessoras.

1. Atividades cultuais. Os levitas tinham como atribuição exclusiva zelar pela santidade, perfeição e beleza do culto do Deus de Israel (Nm 3.12). E, para que todas as coisas saíssem de acordo com as recomendações divinas, obrigavam-se eles a observar rigorosamente as ordenações do Levítico. Seu ofício deveria refletir a glória de Deus (Lv 9.1-6). Por esse motivo, tudo neles tinha de estar de acordo com as prescrições do Senhor: ordenação, pureza moral, espiritual e física (Lv 8.1-36; 10.8-11).

2. Atividades santificadoras. A reivindicação mais urgente e importante do livro de Levítico é a santificação de Israel como herança particular do Senhor: “Portanto, santificai-vos e sede santos, pois eu sou o Senhor, vosso Deus” (Lv 20.7). Os sacerdotes, por conseguinte, deveriam, em primeiro lugar, cuidar de sua própria santificação para terem condições de zelar pela santidade de todo o povo (Lv 16.1-11). Recomendação semelhante faz o apóstolo Paulo aos obreiros de Cristo (1Tm 4.16).

3. Atividades intercessoras. A principal atividade do sacerdote era, sem dúvida, fazer a intermediação entre o pecador arrependido e o Deus Santo, Único e Verdadeiro (Lv 9.7), haja vista o gesto de Arão quando da apostasia de Coré e seu bando. Naquele momento, o povo de Israel esteve prestes a ser destruído, mas o gesto do sumo sacerdote tornou a nação propícia a Deus (Nm 16.46).

Hoje, em virtude do sacrifício de Cristo, não mais necessitamos de intermediários humanos para nos achegarmos a Deus (1Jo 4.10). Jesus é o nosso sublime e perfeito Sumo Sacerdote (Hb 7.26,27). Todavia, a santidade continua a ser exigida daqueles que oram e intercedem; que o façam “levantando mãos santas” (1Tm 2.1,8).

CONCLUSÃO

A principal lição que extraímos do livro de Levítico é que o Deus santo requer duas coisas básicas de cada um de seus filhos: que nos separemos do mundo e que nos dediquemos, em pureza e santidade, ao seu serviço. Este é o nosso culto racional (Rm 12.1-3).

Fonte: www.estudantesdabiblia.com.br

82ª Assembleia Geral Extraordinária Ciadescp inicia na segunda

lages

A 82ª AGE, Assembleia Geral Extraordinária deve reunir mais de mil pastores e evangelistas no Centro de Eventos de Piratuba entre os dias 02 e 06 de julho. Além de vários assuntos administrativos, que visam o crescimento da Igreja em Santa Catarina e Sudoeste do Paraná, a AGE terá no período da manhã uma Escola Bíblica de Obreiros com temáticas pertinentes a vida ministerial.

A abertura da 82ª AGE acontece nesta segunda-feira (02/07) as 19 horas, já com devocional e leitura das Atas. O material para a Escola Bíblica estará disponível para ser retirado a partir das 15 horas na segunda-feira no escritório da CIADESCP, instalado como em outras edições do evento, ao lado do plenário principal no Centro de Eventos de Piratuba. O culto de ordenação de novos ministros será na quinta-feira (05/07) a partir das 19h.

O acesso a Escola Bíblica é livre para todos os obreiros, mas os pastores e evangelistas que irão participar das reuniões administrativas devem ter em mãos a sua credencial estadual, com o código de barras, para facilitar o acesso e o devido registro no plenário.

O Presidente, Pastor Nilton dos Santos, solicita a todos os pastores, evangelistas e as respectivas igrejas, que estejam em oração pela viagem dos obreiros até Piratuba, também para que a benção de Deus esteja sobre esta AGE e o Espírito Santo mais uma vez permeie todas as decisões e atividades que serão realizadas.

Fonte: Portal Ciadescp