AD Içara realizou celebrações pelo aniversário do presidente pastor Cirço de Lima

circo

As comemorações do aniversário do presidente da Assembleia de Deus em Içara iniciaram com um jantar no Restaurante Rosso, na sexta, dia 24. No domingo, dia 26, mesma data do aniversário do pastor Cirço de Lima foi realizado um culto em ações de graça no templo sede. Veja as fotos do JANTAR e do CULTO.

Em ambas celebrações marcaram presença pastores, amigos e familiares prestigiando pastor Cirço e sua família por mais um ano de vida e conquistas.

Representando a CIADESCP (Convenção Estadual) pastor Sérgio Melfior (Vice-presidente) prestou homenagem ao aniversariante durante o jantar. O presidente da CEADESCP (Caixa de Evangelização) pastor Ezequiel Montanha também marcou presença proferindo palavras de felicitações a pastor Cirço, seu vice-presidente na entidade.

No culto pastor Volmir Lalana (Secretário CIADESCP) ministrou a palavra de Deus. Logo após foi realizada uma oração pela família Lima e em seguida iniciada as homenagens dos departamentos da igreja de Içara. Ao final pastor Cirço ainda agradeceu todo gesto de carinho recebido e comentou que é muito bom estar a frente de uma igreja abençoada, como Içara.

 

LIÇÃO 09 – Jesus, o Holocausto perfeito | 26/08/2018

ebd

INTRODUÇÃO

Apesar da glória e da simbologia do holocausto, os profetas não demoraram a revelar a transitoriedade desse ritual levítico. Eles sabiam que, embora a oferenda fosse eficiente como tipo de um sacrifício melhor e definitivo, não era eficaz, em si mesma, para redimir o pecador. Por isso, o holocausto tinha de ser oferecido, pela fé, com os olhos postos no Calvário.

Conforme veremos nesta lição, o Senhor Jesus Cristo, ao encarnar-se, tornou-se o holocausto perfeito, para resgatar-nos de nossos pecados, tornando-nos propícios ao Pai. Ele é o Holocausto dos holocaustos.

I. O HOLOCAUSTO, O SACRIFÍCIO MAIS ANTIGO 

O holocausto não foi estabelecido por Moisés, nem surgiu durante a peregrinação de Israel, no Sinai. Praticado desde a queda de Adão, foi observado até a destruição do segundo Templo em 70 d.C.

1. Definição de holocausto. O termo holocausto provém do vocábulo hebraico olah, que, entre outras coisas, significa: ascender ou ir para cima. É uma referência tanto à fumaça da oferta queimada que subia, como a essência dessa mesma oferta que se elevava às narinas do Senhor como cheiro agradável (Lv 1.9).

O holocausto era o primeiro e mais importante sacrifício do culto divino no Antigo Testamento (Lv 1.1-3). Consistindo no oferecimento de aves e de animais, a oferenda implicava a queima total da vítima, como sacrifício incondicional ao Senhor (Lv 1.9). Era a oferta que abria as solenidades diárias, sabáticas, mensais e anuais do calendário levítico. A cerimônia era conhecida também como oferta queimada.

Simbolicamente, Paulo considerou a atitude dos irmãos filipenses, em favor da obra missionária, como holocausto de aroma suave (Fp 4.18).

2. Objetivos do holocausto. Dois eram os principais objetivos do holocausto: tornar o homem propício a Deus, e aprofundar a comunhão de Israel com o Senhor (Lv 1.9).

O holocausto não era oferecido apenas pela culpa do pecado; era ofertado também como ação de graças a Deus por uma vitória alcançada (Lv 1.4; cf. 1Sm 6.14). O sacrifício representava, ainda, uma oração dramática que o adorador, através do sacerdote, endereçava ao Senhor (Sl 116.17). Todavia, o ritual, para ter validade, tinha de ser oferecido com fé e confiança na intervenção divina.

3. A tipologia do holocausto. Os profetas sabiam que os sacrifícios do Antigo Testamento eram transitórios, e que uma aliança superior e definitiva já havia sido providenciada por Deus (Jr.31.31-33). Davi, por exemplo, estava ciente de que o holocausto apontava para um sacrifício melhor (Sl 40.6; Hb 10.8). Mais adiante, voltaremos ao assunto.

II. O HOLOCAUSTO NA HISTÓRIA DE ISRAEL

A oferenda de holocaustos pode ser encontrada nos três principais períodos da história de Israel no Antigo Testamento: patriarcal, mosaico e nacional.

1. No período patriarcal. O sacrifício dos patriarcas Noé e Abraão (Gn 8.20; 22.13) foi apresentado de acordo com a oferenda, ou seja, um holocausto, que Abel ofereceu ao Senhor. Por isso a oferenda pode ser considerada a mais antiga da história sagrada (Gn 4.4).

2. No período mosaico. Após a saída dos filhos de Israel do Egito, o Senhor instruiu Moisés a sistematizar o culto divino, a fim de evitar impurezas e práticas pagãs. Quanto ao holocausto, por exemplo, apesar de já ser uma tradição na comunidade hebreia, teria de ser oferecido, a seguir, segundo critérios e normas bem definidos. Seria exigido, por exemplo, um altar apropriado para as ofertas queimadas (Êx 31.9). Como pode ser visto nas especificações da cerimônia nos capítulos de 1 a 6 de Levítico.

Portanto, tudo seria executado de conformidade com as regras estabelecidas por Deus. Caso contrário, os israelitas corriam o risco de se enveredar pelas idolatrias egípcias e cananeias.

3. No período nacional. Após a conquista de Israel, os holocaustos continuaram a ser oferecidos ao Senhor por vários motivos. Josué celebrou uma importante vitória sobre os cananeus com ofertas queimadas e pacíficas (Js 8.31). Gideão, ao ser comissionado pelo Senhor para libertar Israel, adorou-o com igual oferenda (Jz 6.26). Quanto a Samuel, ofereceu ao Senhor o mesmo sacrifício, antecipando uma grande vitória sobre os filisteus (1Sm 13.9,10). A reforma de Ezequias também foi marcada por holocaustos (2Cr 29.7-35).

Após o retorno do exílio, os judeus, agradecidos a Deus pela restauração de seu culto, também apresentaram-lhe ofertas queimadas (Ed 8.35).

Ao aproximar-se do Senhor com uma oferta queimada, o crente hebreu mostrava, através desse rito, a sua disposição de entregar, não somente a vítima ao Senhor, como também a si mesmo. O Salmo 51 revela tal voluntariedade no Rei Davi.

Todos esses holocaustos prefiguravam a vinda de Jesus Cristo, o sacrifício vicário perfeito.

 III. JESUS CRISTO, O HOLOCAUSTO PERFEITO 

A fim de que o Filho de Deus se tornasse o nosso holocausto perfeito, três coisas foram-lhe necessárias: a encarnação, o sofrimento e, finalmente, a morte e ressurreição.

1. A encarnação de Cristo. A encarnação de Cristo foi o cumprimento cabal e perfeito da profecia de Davi: “Sacrifício e oferta não quiseste; os meus ouvidos abriste; holocausto e expiação pelo pecado não reclamaste” (Sl 40.6).

O Messias reconhece, através do Salmista, que os holocaustos são ineficazes, em si mesmos, para redimir o pecador. Eis por que Ele, o Filho de Deus, apresentou-se como a oferta e o ofertante, para resgatar eficazmente a humanidade (Hb 10.1-10). Nessa condição, Jesus Cristo foi provado em todas as coisas, exceto no pecado, a fim de mostrar a eficácia de seu maravilhoso, eterno e definitivo sacrifício (Hb 9.26).

2. O sofrimento de Cristo. Assim como a vítima do holocausto era, antes de ser queimada, repartida em pedaços, o Senhor Jesus foi submetido a todos os sofrimentos, angústias e dores (Is 53). Diz o profeta que o Ungido de Deus sabia o que era padecer. O autor da Epístola aos Hebreus afirma, por sua vez, que o Senhor Jesus, durante o seu ministério terreno, apresentou ao Pai, constantes clamores e lágrimas (Hb 5.7).

Jesus Cristo foi duramente provado em todas as coisas. Mas, vencendo-as, apresentou um testemunho fiel e poderoso na Terra, nos Céus e no próprio Inferno (Fp 2.9-11).

Na condição de Cordeiro de Deus, o Holocausto dos holocaustos, Ele reunia, em si, o cumprimento de todas as ofertas, oferendas e sacrifícios do livro de Levítico (Jo 1.29). No Apocalipse, o Leão da tribo de Judá ainda é glorificado como o Cordeiro que foi morto em nosso lugar (Ap 5.6).

3. A morte e ressurreição de Cristo. O auge do sofrimento de Jesus Cristo, como o nosso perfeitíssimo holocausto, foi a sua morte no Calvário. Ele foi morto e sepultado (Mt 27.59-66). Mas, no terceiro dia, eis que ressurge dos mortos como Rei dos reis e Senhor dos senhores (Mt 28.1-10). Com a sua ressurreição, Jesus plenifica o sacrifício perfeito, como ofertante e oferta (Hb 9.27,28). Ele é o Holocausto dos holocaustos. Aleluia!

CONCLUSÃO

Esta lição faz-nos refletir sobre o sacrifício perfeito de Jesus Cristo. Ele morreu eficazmente por mim e por você. Por essa razão, temos de viver uma vida de santidade e pureza. Somente assim, seremos vistos pelo Pai Celeste como fiéis testemunhas do Evangelho. Não podemos ignorar o sacrifício de Cristo. Se o fizermos, sobre nós recairá o justo e esperado juízo de Deus (Hb 10.26,27).

Fonte: www.estudantesdabiblia.com.br

Menos de 30 dias para o Seminário Teológico de Obreiros

semi

A Escola Teológica da Assembleia de Deus de Içara estará promovendo um seminário para obreiros entre os dias 21 e 23 de setembro. A temática é “aprendendo para ensinar”.

O evento ocorrerá no templo sede da igreja com um culto de abertura na sexta, dia 21. Estará ministrando pastor Nilton dos Santos, presidente da CIADESCP. Durante o sábado a tarde e a noite ocorrem várias palestras, que se estendem durante o domingo pela manhã, dia 23. O encerramento será no mesmo dia com um culto no período noturno.

Entre os palestrantes estão pastor Joel Paulino da Silva, teólogo (Palmas/PR) e pastor Alan Brizotti, teólogo, (Goiania/GO).

As inscrições podem ser feitas diretamente com o dirigente de qualquer Assembleia de Deus em Içara ou no templo sede. O investimento é de R$ 25 (individual) e R$ 35 (casal).

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

21 | SEXTA

19h30min – Culto de abertura
Ministração: Pr. Nilton dos Santos
Tema: Todos por uma igreja mais unida, avivada, missional e relevante.
22 | SÁBADO

14h00min – Palestra 1
Ministração: Pr. Joel Paulino da Silva
Tema: Ser cheio do Espírito Santo, uma necessidade vital.

16h00min – Palestra 2
Ministração: Pr. Joel Paulino da Silva
Tema: Lidando com crises emocionais no ministério.

18h00min – Coffee Break

19h30min – Palestra 3
Ministração: Pr. Alan Brizotti
Tema: Tem como vivermos um genuíno avivamento com a visão de Reino que temos na atualidade? O que fazer?

21h00min – Palestra 4
Ministração: Pr. Alan Brizotti
Tema: Minha família – O maior campo missionário.

23 | DOMINGO

09h00min – Palestra 5
Ministração: Pr. Alan Brizotti
Tema: Atraídos pela Palavra, para combater as heresias.

10h30min – Palestra 6
Ministração: Pr. Joel Paulino da Silva
Tema: Vivendo como igreja relevante,
em meio a uma geração corrompida.

19h00min – Culto de encerramento
Ministração: Pr. Alan Brizotti

Agenda AD Içara para os dias 25 e 26 de agosto de 2018

agendaok

No sábado e domingo o Grupo ADAD estará promovendo o acampamento de inverno da sede da Associação ABCELESC no bairro Laranjinha em Criciúma.

Neste final de semana o Círculo de Oração da AD Manchester realizará mais um congresso.

No domingo o templo sede realizará um culto em ações de graça pelo aniversário do presidente pastor Cirço de Lima.

Tenha um abençoado final de semana!

Matrículas abertas para o curso Casados para Sempre

casados

A Assembleia de Deus de Içara está com matrículas abertas para a quarta turma do curso Casados para Sempre. São 13 lições, lecionadas uma vez por semana, durante o período noturno, nas quartas, das 19:30h às 22:00h, no templo sede.

A capacitação dedicada aos casais não possui nenhuma mensalidade, apenas é feita uma contribuição para custear o material didático que cada casal participante receberá.

A duração total é de aproximadamente 4 meses, com a realização de uma formatura no encerramento.

Restam poucas vagas para esta turma, e os demais interessados entrarão numa lista de espera para as próximas edições. Inscreva-se pelo 48 99908.5455 (Karoline).

Culto da Família e ações de graça pelo vice-presidente AD Içara

joabeniver

O Culto da Família do templo sede teve uma comemoração em destaque. No domingo (19) foi celebrado um ato em ações de graça pelo aniversário do vice-presidente AD Içara e pastor da central, evangelista Joabe de Lima. Veja as fotos.

Na oportunidade, após a ministração da palavra realizada pelo evangelista Silvio Faria foi iniciada a homenagem ao dirigente do templo sede.

Presbítero Cristiano Medeiros, secretário AD Içara, fez leitura bíblica e na sequência lembrou o empenho e dedicação no trabalho do evangelista Joabe em prol a igreja. Em seguida os departamentos presentearam o líder, que recebeu a oração dos obreiros logo após.

Evangelista Joabe assumiu a palavra e demosntrou gratidão pelo ato. “Sou grato ao Senhor pelo previlégio de pastorear essa igreja abençoada de Içara”, disse.

Antes do encerramento foi orado pelos demais aniversariantes.

AD Içara promoverá seminário teológico para obreiros

semi

A Escola Teológica da Assembleia de Deus de Içara estará promovendo um seminário para obreiros entre os dias 21 e 23 de setembro. A temática é “aprendendo para ensinar”.

O evento ocorrerá no templo sede da igreja com um culto de abertura na sexta, dia 21. Estará ministrando pastor Nilton dos Santos, presidente da CIADESCP. Durante o sábado a tarde e a noite ocorrem várias palestras, que se estendem durante o domingo pela manhã, dia 23. O encerramento será no mesmo dia com um culto no período noturno.

Entre os palestrantes estão pastor Joel Paulino da Silva, teólogo (Palmas/PR) e pastor Alan Brizotti, teólogo, (Goiania/GO).

As inscrições podem ser feitas diretamente com o dirigente de qualquer Assembleia de Deus em Içara ou no templo sede. O investimento é de R$ 25 (individual) e R$ 35 (casal).

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA

21 | SEXTA

19h30min – Culto de abertura
Ministração: Pr. Nilton dos Santos
Tema: Todos por uma igreja mais unida, avivada, missional e relevante.
22 | SÁBADO

14h00min – Palestra 1
Ministração: Pr. Joel Paulino da Silva
Tema: Ser cheio do Espírito Santo, uma necessidade vital.

16h00min – Palestra 2
Ministração: Pr. Joel Paulino da Silva
Tema: Lidando com crises emocionais no ministério.

18h00min – Coffee Break

19h30min – Palestra 3
Ministração: Pr. Alan Brizotti
Tema: Tem como vivermos um genuíno avivamento com a visão de Reino que temos na atualidade? O que fazer?

21h00min – Palestra 4
Ministração: Pr. Alan Brizotti
Tema: Minha família – O maior campo missionário.

23 | DOMINGO

09h00min – Palestra 5
Ministração: Pr. Alan Brizotti
Tema: Atraídos pela Palavra, para combater as heresias.

10h30min – Palestra 6
Ministração: Pr. Joel Paulino da Silva
Tema: Vivendo como igreja relevante,
em meio a uma geração corrompida.

19h00min – Culto de encerramento
Ministração: Pr. Alan Brizotti