Amor e Ação promoverá Feira Beneficente a partir de segunda, dia 11

feira

A Associação Beneficente Amor e Ação da Assembleia de Deus de Içara organizará uma feira beneficente de roupas e variedades de artigos entre os dias 11 e 15 de junho. O evento ocorre na sede da instituição, prédio ao lado da igreja, na rua Coronel Marcos Rovaris, 1319, Centro, das 8h as 12h, e das 13h as 17h.

Entre os itens para compra estão diversos trajes de roupas, bolsas, sapatos, que serão vendidos por valores simbólicos de três, cinco e dez reais. Todo o fundo arrecadado será convertido em cestas básicas e na manutenção da entidade.

LIÇÃO 11 – Ética Cristã, vícios e jogos| 10/06/2018

ebd11

INTRODUÇÃO

A Bíblia Sagrada enaltece a vida moderada, o trabalho honesto e a boa administração da família (1Co 10.23; 1Tm 5.8). Desse modo, as Escrituras eliminam a possibilidade de o cristão envolver-se na prática dos vícios ou jogos de azar. No entanto, as estatísticas indicam dados alarmantes acerca dos prejuízos provocados pela prática desse mal em nossa sociedade.

I. VÍCIOS: A DEGRADAÇÃO DA VIDA HUMANA

Tudo o que escraviza o homem e o faz perder seus valores é denominado de vícios que resultam na degradação da essência humana.

1. O pecado do alcoolismo. O consumo do álcool é tanto um vício como um pecado (Lc 21.34; Ef 5.18; 1Co 6.10). Como consequência, a embriaguez altera o raciocínio e o bom senso (Pv 31.4,5). Além de retirar a inibição da pessoa, o álcool faz com que ela perca “a motivação para fazer o que é certo” (Os 4.11), levando-a a pobreza e a graves problemas de saúde (Pv 23.21,31,32). Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam o alcoolismo como a terceira causa de morte no mundo. Pesquisas de 2015 indicam que no Brasil a cada 36 horas um jovem morre vítima do consumo abusivo do álcool. Cerca de 60% dos índices de cirrose hepática entre os brasileiros têm relação com o álcool. Diante desses fatos a igreja deve posicionar-se contra o alcoolismo e trabalhar na prevenção ao vício. O problema é de ordem espiritual, médica e psicológica. Infelizmente, muitas pessoas fazem uso da bebida alcoólica como um meio de fugir de seus problemas. Por isso, precisamos sair da clausura dos templos e anunciar que Cristo produz vida (Jo 10.10) e concede paz à alma (Jo 14.27).

2. A escravidão das drogas. As drogas são substâncias químicas que provocam alterações no organismo. Essas substâncias causam dependência e o consumo excessivo provoca morte por overdose. As drogas afetam também o funcionamento do coração, do fígado, dos pulmões e até mesmo do cérebro. As drogas ilícitas mais comuns são a maconha, a cocaína, o crack e o ecstasy. As chamadas drogas lícitas como o álcool e o cigarro são igualmente prejudiciais à saúde. Em 2016, o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime divulgou que quase 200 pessoas morrem anualmente em todo o mundo devido ao consumo de drogas. O Brasil apresenta uma média de 30 mil mortes por ano devido ao tráfico de drogas. As pessoas usam drogas principalmente para alterar o estado de espírito em busca de paz. Entretanto, as drogas agridem o corpo, que é templo do Espírito Santo (1Co 5.19,20). O cristão não deve usar nem participar de movimentos que visam legalizar as drogas. Seria uma tragédia generalizada!

II. JOGOS DE AZAR: UMA ARMADILHA PARA A FAMÍLIA

Tudo o que abarca investimento sem retorno garantido, descomprometido com a ética e a moral, resulta em sérios prejuízos para a família.

1. A ilusão do ganho fácil. A sedução dos jogos de azar ocorre pela esperança de se obter lucro instantâneo. As pessoas são atraídas pela ilusão de ganhar dinheiro rápido e fácil sem o esforço do trabalho. Jogam na expectativa de tirar a sorte grande e, assim, resolver problemas financeiros. Ciente dessa realidade, o Estado não consegue ser eficaz no combate à jogatina. E ainda existem os jogos eletrônicos, bem como os ilegais como caça-níqueis e o jogo do bicho, entre outros. É um sistema que lucra e lucra muito. Mas os jogadores tornam-se compulsivos, endividam-se, arruínam a família e a própria vida. Depositar a esperança na sorte é pecado e implica não confiar na providência divina (Jr 17.5-7).

2. Os males dos jogos na família. Os jogos de azar causam destruições irreparáveis no ambiente familiar. O jogo vicia e escraviza a ponto de migrar todos os recursos de uma família para o pagamento de dívidas contraídas pelo jogador. Nele, o benefício de um depende diretamente do prejuízo do outro e, normalmente, são as pessoas de baixa renda que sustentam a jogatina. Esses jogos fomentam a preguiça, a corrupção, a marginalidade, a agiotagem, a violência e a criminalidade. Os jogadores compulsivos descem ao nível mais baixo para continuar alimentando o vício da jogatina. Em muitos casos tais jogadores perdem seus empregos, o respeito de seus amigos e até o amor de suas famílias. As Escrituras nos advertem a zelar pela família (1Tm 3.4,5) e não cair em armadilhas, pois “um abismo chama outro abismo” (Sl 42.7).

3. As consequências para a saúde. Os jogos de azar, assim como o álcool, o cigarro e as demais drogas causam dependência psíquica e química respectivamente. Em 1992, a OMS concluiu que jogar os jogos de azar faz mal a saúde, incluindo o jogo compulsivo no Código Internacional de Doenças (CID). Quando em crise de abstinência, o jogador sofre com tremores, náuseas, depressão e graves problemas cardíacos. Cerca de 80% dos viciados em jogos de azar relatam algum tipo de ideação suicida como uma forma de fugir da vergonha moral e de suas dívidas. Tal como outros viciados, os jogadores compulsivos tendem ao desenvolvimento de doenças psiquiátricas. Maltratar o próprio corpo é insensatez e afronta contra o dom da vida outorgado por Deus (1Sm 2.6; Ef 5.29,30).

III. VIVAMOS UMA VIDA SÓBRIA, HONESTA E FIEL A DEUS 

A vitória do cristão contra os vícios e os jogos de azar engloba a sobriedade, a honestidade e a fidelidade ao autor da vida.

1. A bênção da sobriedade. A expressão grega nephálios refere-se à sobriedade em relação ao consumo de bebidas alcoólicas. O dicionário indica que, ao contrário de embriagado, a palavra se aplica a pessoa que está esperta, consciente e capacitada a discernir. O termo também é usado para identificar a vida equilibrada. Trata-se da virtude do que controla as paixões da carne (Gl 5.24). Desse a sobriedade abrange o comportamento moderado, a mente sã, o bom juízo e a prudência (Rm 12.3; 1Tm 1.5; 2Tm 1.7). A orientação bíblica é de abstinência de toda a imundícia, inclusive a dos vícios e a dos jogos de azar (Tt 2.12). Observemos a exortação do apóstolo quanto ao vinho (Ef 5.18).

2. Honestidade e fidelidade. Uma pessoa honesta não explora o seu próximo, mas conduz seus negócios temendo no Senhor (Sl 112.1-5). Não retira seu sustento da jogatina à custa de quem perde dinheiro nos jogos de azar, enganando-o e defraudando-o (1Ts 4.6). O verdadeiro cristão não busca amparo na sorte, mas provê a si e sua família por meio do trabalho honesto, com o “suor do rosto” (Gn 3.19). A fidelidade do cristão é com a Palavra de Deus. Mesmo que alguns vícios e jogos de azar sejam lícitos pelas leis do Estado, o salvo em Jesus não se permite contaminar. Os ensinos e os princípios bíblicos devem pautar a vida dos que são fiéis ao Senhor (Sl 119.105).

CONCLUSÃO

Os vícios e os jogos de azar, legais ou ilegais, são práticas reprováveis e prejudiciais à sociedade. Os vícios escravizam e destroem as vidas e as famílias. De igual modo o fazem os jogos de azar. Portanto, o cristão deve abster-se da prática de qualquer vício, dedicando-se ao trabalho honesto para o sustento de sua casa. Cabe ao salvo resistir ao pecado e não se deixar dominar por coisa alguma (1Co 6.12).

Fonte: www.estudantesdabiblia.com.br

AD Vila Nova promoveu Siga Jesus e congresso dos jovens “Renovados”

renovados

Os jovens da Assembleia de Deus de Vila Nova promoveram a terceira edição de 2018 do Siga Jesus, no sábado, dia 02. No domingo (03) foi celebrado a aniversário do Ministério Jovem “Renovados”. O evento contou com a participação de jovens vindos de Içara e região. Veja as fotos.

Ministrou a palavra de Deus a jovem Ester Euzébio (Criciúma). Já os louvores foram entoados pelo conjunto Aliança com Deus.

O tema escolhido encontra-se em Ezequiel 47 “Águas profundas, buscando intimidade com Deus”.

Durante o encontro todos os jovens foram impactados pelo agir de Deus. Conforme Marcos Ize, coordenador do projeto juntamente com Jardel Almeida, foram dois dias que ficaram marcados na vida de quem participou do evento. “Deus derramou da sua glória sobre os jovens. Precisamos colocar nossa juventude diante do Senhor”, destacou.

Assembleia Geral Extraordinária foi realizada na AD Içara

age2018

A reunião geral de obreiros de junho foi marcada pela realização da 124ª Assembleia Geral Extraordinária (AGE). O encontro realizado no templo sede AD Içara na noite de segunda, dia 04, reuniu dezenas de obreiros. Veja as fotos.

Na oportunidade ministrou a palavra de Deus o pastor presidente Cirço de Lima.

A AGE foi realizada devido a saída do vice-presidente, pastor Adilson Leonardo, que assumiu uma presidência em abril. Foi aprovada uma ajuda ao campo de Salete, devido a saída de um obreiro que atuava naquela cidade, e acabou sendo deslocado para Joinville ao invés de Içara.

Pastor Edson Cardoso, coordenador do Ceifeiros da Hora Final assumiu a palavra comentando sobre as atividades que estão sendo realizadas na obra de missões. Uma oração de intercessão por Nicarágua, Guatemala e Portugal foi realizada.

Foi comunicado aos presentes pelo presidente do Conselho Fiscal, evangelista Sérgio Capeller, que foi registrado o livro contábil da igreja referente ao ano de 2016.

Em seguida o jurídico da igreja, evangelista Rasquim Teixeira comentou sobre os processos judiciais e trabalhistas que a igreja foi ré. “Em todos eles a igreja tem saído vitoriosa”, explicou.

Evangelista Joabe de Lima realizou a apresentação de alguns obreiros ao corpo ministerial, e também o presbítero Sebastião Souza para ser o coordenador do Círculo de Oração Masculino da AD Içara. Com uma oração presbítero Souza foi empossado.

Dia de comunhão celebrado na AD Içara

ceia

O culto de ceia do templo sede foi marcado pela presença do Senhor. A celebração realizada na noite de domingo, dia 03, contou com muitos louvores e a ministração da palavra de Deus. Veja as fotos.

A Orquestra Celebração, o Ministério de Louvor Restauração e o Círculo de Oração Monte Sião entoaram canções.

Ministrou a palavra de Deus pastor Cirço de Lima, e na sequência realizou uma oração.

Iniciada a ceia foi feita a leitura tradicional da celebração, 1 Coríntios 11:23. Também foi partido o pão e feita a oração pelo pão e vinho. Já distribuída a ceia foi feita uma oração em agradecimento a Deus.

AD Içara receberá encontro regional de mulheres

mulher

A Assembleia de Deus de Içara estará recebendo o encontro regional de mulheres da região extremo sul, no dia 08 de junho, sexta-feira. O culto ocorrerá as 19 horas e os louvores serão entoados pelo Grupo Dedos de David (Joinville) e o grande coral de mulheres da 10ª região.

Ministrará a palavra de Deus a missionária Elisama Gonçalves, de Minas Gerais. As coordenadoras estaduais da União de Esposas de Ministros das Assembleias de Deus de SC e SDO do PR (Uemadescp), irmã Luiza Regina dos Santos e Maria Helena Melfior também marcarão presença.

Todas as mulheres são convidadas a participar deste importante encontro.