Uma resposta surpreendente

jesustanque

João 5:6b –“Você quer ser curado?”

Jesus fez esta pergunta a um homem paralítico que estava no tanque de Betesda. Parece, em um primeiro momento, que Cristo estava sendo irônico ou até mesmo insensível ao fazer tal pergunta a um homem enfermo. Poderíamos argumentar que seria uma resposta óbvia que provocaria até mesmo uma reação de surpresa por parte do paralítico: “É claro que eu quero. Esta é a razão pela qual estou aqui!” Talvez fosse essa resposta que esperaríamos que ele desse.

Na verdade, a resposta do paralítico foi realmente surpreendente, pois, ao invés de afirmar seu desejo de ser curado ele reponde se desculpando: “Não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque”.

A questão é que durante 38 anos este paralítico sobrevivia de esmolas. Ele havia aprendido a mendigar. Seu sustento provinha das esmolas diárias que recebia. Uma vez curado teria que assumir a responsabilidade por si mesmo, deixar de lado a dependência das pessoas e encontrar trabalho.

Se sofremos com algum tipo de invalidez temos todas as desculpas por nossos fracassos; temos pretextos verificáveis para não podermos ajudar; temos todos os motivos para não assumir responsabilidades que são nossas. Curados, aquelas desculpas são dissipadas e temos que passar a tomar em nossas mãos a responsabilidade por nós mesmos.

Excetuando-se a cura física, que tanto precisamos, muitas vezes damos respostas evasivas como a desse paralítico quando temos a possibilidade de sermos curados em alguma outra área por Cristo. Como cegos, preferimos continuar cegos a enxergarmos a realidade sofrível que vivemos; como surdos, preferimos continuar surdos ao clamor dos necessitados a nossa volta; como mudos, preferimos continuar mudos a falar a verdade de Deus aos perdidos; como paralíticos, preferimos ser carregados e alimentados pelas pessoas a andar com nossas próprias pernas e buscar em Deus nosso Pão diário.

A pergunta de Cristo para nós hoje é: “Você que ser curado?”

Ev. Joabe Zortea de Lima

Ano novo, novas oportunidades

senhor

Cada novo ano que Deus nos dá é uma nova oportunidade, uma nova chance para realizar muitas coisas, completar outras tantas e consertar muitas outras.

É uma nova oportunidade para corrigir velhos erros. Às vezes existem em nossa vida velhos pecados, vícios ou manias que precisam ser abandonados. Aproveitemos a chegada de um novo ano para fazer um propósito de abandonar de vez essas coisas. Peçamos ao Senhor que nos dê poder para derrotá-las em nossas vidas, e assim andar mais perfeitamente na sua presença.

É uma nova oportunidade para completar velhos trabalhos ou planos, para realizar aqueles propósitos que fizemos no passado e ainda não levamos a efeito (por exemplo: aquela leitura de toda a Bíblia que você começou, mas, por uma razão qualquer, não continuou). Se nos sentarmos para fazer uma lista, descobriremos muita coisa que precisa ser terminada. Aproveitemos o novo ano para encerrar as tarefas iniciadas no passado.

É uma nova oportunidade para realizar velhos sonhos: fazer um curso, comprar ou construir uma casa, fazer uma viagem, casar-se, etc. Sonhar não é proibido e não custa nada, mas para que os sonhos se tornem realidade é preciso fé, vontade e muito trabalho. Resolva que neste novo ano você vai buscar em Deus a realização dos seus sonhos, e decida lutar e trabalhar por eles.

Mas trata-se também de uma oportunidade para fazer novos propósitos e planos. Pense naquelas coisas que você nunca fez e naquelas que nunca fizeram parte dos seus sonhos. Reflita sobre o que Deus espera de você. E então inclua entre as tarefas pelo menos algumas novas, que você precise ou deseje fazer para Deus, para os outros ou para si mesmo.

Na sua misericórdia, Deus tem sido paciente conosco e ainda nos permite viver e ver aquilo que ainda não experimentamos ou não conseguimos, porém é preciso que saibamos que tudo deve ser feito em nome de Jesus Cristo e para a glória de Deus Pai.

E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.  (Cl.3.17)

Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. (I Co.10.31)

Cada novo ano deve ser vivido de tal maneira que, ao olhar para trás, não possamos considerá-lo como perdido, mas sim, como um período proveitoso e abençoado de nossa vida

Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios. (Sl.90:12).

Pr. Sylvio Macri

Livre de fermento

pao

Êxodo 12:15b – “Durante sete dias vocês comerão pão sem fermento. Por isso, no primeiro dia tirem o fermento das suas casas” (…) NVI.

A saída de Israel do Egito foi marcada pela instituição da Festa da Páscoa por Deus. A esta, seguia-se outra celebração chamada de Festa dos Pães Asmos (sem fermento), na qual, Deus ordenou que os israelitas tirassem todo o fermento das suas casas.

O fermento, símbolo do pecado para os judeus, representava a idolatria e a influência do Egito que precisavam ser deixadas para trás para que Israel pudesse ser uma “massa nova”, uma nação santa para Deus. Assim, os israelitas deveriam fazer uma faxina geral em suas casas a fim de limpar quaisquer resquícios de fermento.

Ora, assim como o fermento introduzido ao pão, o pecado fica escondido, age silenciosa e sorrateiramente; espalha-se, contaminando totalmente a massa. Para o cristão, o fermento simboliza a velha vida de pecado e a natureza pecaminosa do homem, sendo, portanto, necessária, a completa limpeza da sua vida.

Como os israelitas, que foram ordenados a purificar as suas casas, precisamos também constantemente fazer uma faxina geral em nosso coração. Precisamos vasculha-lo em busca de algum traço de fermento e, se preciso for, arrastar os móveis, tirar os tapetes, inspecionar os cantos. A Escritura diz: “um pouco de fermento leveda toda a massa” (Gl 5:9). É necessário, portanto, analisar mais de perto, investigar todo o ambiente, ter um olhar microscópico nas câmaras minúsculas do nosso coração, para ver se não há algum vestígio de fermento nos impedindo de viver uma vida de santidade ao Senhor.

Será que estamos fazendo, periodicamente, uma limpeza espiritual para nos certificar se não há algum pecado escondido que comprometa o nosso relacionamento com Deus?

Ev. Joabe Zortea de Lima

 

O convite de Jesus

jesus

Mateus 11:28 – “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês”.

 Podemos ver algumas características no convite de Jesus:

1) GERAL quanto a sua abrangência: todos. Deus não faz acepção de pessoas. Ele não prioriza alguns em detrimento de outros. Ele não olha para a condição social, para a cor da sua pele, para sua posição teológica nem convicções religiosas, não está preocupado se você tem ou não dinheiro, ou ainda se você é culto ou iletrado. Não há distinção no convite de Jesus. Seu convite é geral, é abrangente, é para todos.

2) ESPECÍFICO quanto ao diagnóstico: cansados e sobrecarregados. Entretanto, apesar de sua generalidade esse convite tem um alvo especial: aqueles que estão doentes. Jesus disse certa vez que os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão doentes (Mc. 2:17). Esse convite é para aqueles que reconhecem a sua condição espiritual enferma e tem o desejo de cura para sua alma. Se esse é o seu diagnóstico, esse convite é para você.

3) EFICAZ quanto ao tratamento: Eu darei descanso a vocês. O melhor deste convite é a eficácia do tratamento, pois Jesus não oferece um paliativo, mas sim, a cura completa.

Pode ser que em busca por cura você já tenha trilhado tantos caminhos, mas ao invés de ser curado, está cada vez pior. Talvez você já tenha buscado a verdade em tantos lugares e, além de não acha-la, se encontra ainda mais confuso. Quem sabe você tenha procurado vida em tantas religiões, filosofias e rituais que empregam méritos e esforços humanos, mas, tudo em vão; ao invés de achar vida acabou por se cansar e sobrecarregar ainda mais a sua alma. Diante disto tudo, só há uma saída para você: Jesus, Ele é o caminho, e a verdade e a vida (Jo. 14:6). O seu convite continua aberto a você: “Vinde a mim”.

Ev. Joabe Zortea de Lima

Só em Cristo há vida eterna

cristo

João 6:68 – Simão Pedro lhe respondeu: “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna”. 

Esta foi a resposta de Pedro a Cristo quando o Mestre perguntou se os seus doze discípulos não queriam abandona-lo, assim como os demais haviam feito.

Jesus, nesta ocasião, havia proferido um discurso muito duro às pessoas que vieram até ele, pois percebeu que o interesse delas residia apenas em milagres, alimento e libertação. Assim, quando Jesus mostrou que eles estavam arruinados espiritualmente, que deveriam se arrepender dos seus pecados e aceita-lo como seu Salvador ficaram ofendidos e o abandonaram. Foi uma debandada geral. Entretanto, esta atitude de grande parte das pessoas, serviu para distinguir o verdadeiro do falso entre aqueles que seguiam a Jesus.

O verdadeiro discípulo é aquele que segue a Cristo por quem Ele é e não por aquilo que Ele faz. O verdadeiro é aquele que mesmo que o discurso de Jesus em determinado momento endureça permanece aos Seus pés, pois entende que não há “pra quem ir” fora de Cristo. O verdadeiro seguidor de Jesus é aquele que, assim como Pedro, entende que a prioridade de Jesus não é nos abençoar, mas sim, nos dar a vida eterna.

Que possamos dizer como Pedro ao se referir a Jesus: “Tu tens as palavras da vida eterna”.

Ev. Joabe Zortea de Lima

Consciência Cristã 2016 discutirá família sadia

cristacons

O Encontro para a Consciência Cristã é um evento multifacetado, que discute, todos os anos, temas de interesse para a comunidade cristã. Em 2016 não será diferente. A 18ª edição do evento acontecerá entre os dias 04 e 09 de fevereiro, no Complexo do Parque do Povo, em Campina Grande (PB), e discutirá vários assuntos, entre eles a vida em família. Será no 11º Fórum Campinense para uma Família Sadia, evento paralelo que ocorrerá de 07 a 09 de fevereiro, na Sala 2 do Centro Cultural. Os preletores serão Sillas Campos, Renato Vargens, Geremias Couto e Calvino Rocha.

O objetivo do evento é apresentar os desafios pelos quais as famílias cristãs têm passado na atualidade. Além do mais, tem como proposta apresentar soluções bíblicas para esses problemas.

Para o fórum, quatro palestrantes foram convidados. O primeiro deles é Sillas Campos, um dos diretores da Editora Fiel. Desde o ano 2000, assumiu o pastorado da P.I.B. de Tupã (SP), onde permanece até hoje. Atualmente, ele é mestrando em Teologia pela Liberty University (Masters of Arts in Theological Studies).

Outro preletor é Renato Vargens. Ele é Pastor e conferencista, tendo já pregado o evangelho em países da América Latina, África e Europa, além de plantador de Igrejas e escritor, com quase 20 livros publicados em língua portuguesa e 1 em língua espanhola. É também colunista e articulista de revistas, jornais e diversos sites protestantes, editor do site http://renatovargens.blogspot.com.br/ e pastor presidente da Igreja Cristã da Aliança em Niterói (RJ).

Geremias Couto, por sua vez, é pastor, conferencista, jornalista, e escritor vinculado ao My Hope Project da Associação Evangelística Billy Graham. Autor do livro A Transparência da Vida Cristã- (um estudo teológico-devocional sobre o Sermão do Monte),  Geremias também é editor, pela CPAD, da Bíblia de Estudo Pentecostal- verbete do Dicionário do Movimento Pentecostal; e é Coordenador Nacional do projeto Minha Esperança, realizado no Brasil pela Associação Evangelística Billy Graham em parceria com igrejas evangélicas.

Por fim, Calvino Rocha é pastor da Igreja Presbiteriana Central de Campina Grande. É autor de 4 livros, dentre eles “Responsabilidade Social da Igreja”, lançado pela Editora Descoberta e “O sol ainda pode brilhar”, pela Editora Candeia. Lecionou por mais de 15 anos no Instituto Bíblico do Norte e em dois Seminários Congregacionais.

A participação no 11º Fórum Campinense para uma Família Sadia, assim como nos demais eventos paralelos e nas plenárias matutinas, requer inscrição prévia e gratuita, que pode ser feita no site oficial da Consciência Cristãi. As plenárias noturnas do evento serão abertas ao público.

O 18º Encontro para a Consciência Cristã acontecerá de 04 a 09 de fevereiro de 2016, no Complexo do Parque do Povo, em Campina Grande. Um total de 32 preletores já foram confirmados para o evento, dentre eles, Hernandes Dias Lopes, Russell Shedd, Augustus Nicodemus, Franklin Ferreira, Jonas Madureira, Solano Portela, Heber Campos Jr., Ciro Sanches Zibordi e Conrad Mbewe – pastor africano que estará no evento pela primeira vez. A Consciência Cristã terá ainda as participações musicais do grupo Vencedores por Cristo, da banda Sal da Terra e do cantor Carlinhos Félix.

A 18ª Consciência Cristã, além das palestras e plenárias, também terá a 4ª Feira do Livro da Consciência Cristã, a FELICC. Com preços especiais, a feira terá milhares de títulos de algumas das principais editoras evangélicas do Brasil: Sociedade Bíblica do Brasil, CPAD, Fiel, Vida, Hagnos, Vida Nova, Cultura Cristã, PES, Mundo Cristão, Pão Diário, Esperança, AD Santos e Visão Cristã, o selo editorial oficial do evento. Os títulos serão vendidos com preços e condições especiais de pagamento.

Várias caravanas já estão sendo formadas para a 18ª Consciência Cristã, e os organizadores do evento oferecem apoio a grupos interessados em hospedagem alternativa. O suporte é disponibilizado a caravanas, de no mínimo 15 pessoas, interessadas em se hospedar em locais como escolas e igrejas. Os interessados devem preencher um formulário, disponível no site: www.conscienciacrista.org.br.

Fonte: Portal Gospel Prime

Consciência Cristã se destaca na agenda evangélica nacional

cristacons

Campina Grande, cidade localizada no interior da Paraíba, sedia desde 1999 um dos maiores eventos cristãos evangélicos na América Latina, o Encontro para a Consciência Cristã. A 18ª edição do encontro ocorrerá em 2016, entre os dias 04 e 09 de fevereiro, no Complexo do Parque do Povo, maior praça de eventos da cidade.

O encontro é realizado pela VINACC (Visão Nacional para a Consciência Cristã), entidade criada em 2001 e que, desde então, é responsável pela organização da Consciência Cristã. A proposta do evento é de abordar assuntos relevantes para a Igreja, dentro de uma perspectiva cristocêntrica e baseada na Bíblia Sagrada – tudo isso de forma gratuita para os participantes.

A Consciência Cristã já ocorre há 17 anos. Na primeira edição do encontro, que durou quatro dias, apenas dois preletores ministraram palestras: os pastores Joaquim de Andrade (CREIA/SP) e Jorge Noda (ILEST/PB), que participam do evento até hoje. O 1º Encontro para a Consciência Cristã foi realizado no antigo Museu Vivo da Ciência e Tecnologia, espaço que comportava 300 pessoas. Todavia, desde a sua quinta edição, o evento é realizado no Parque do Povo, espaço situado no coração de Campina Grande, e que também abriga o chamado “Maior São João do Mundo”, em junho.

No decorrer de sua história, o Encontro para a Consciência Cristã tem servido de exemplo para a Igreja evangélica brasileira. Ali, milhares de pessoas já puderam ouvir a mensagem do Evangelho e, através das pregações, palestras e seminários, tiveram acesso a uma gama de conhecimentos basilares para a fé cristã.

As palestras e seminários do encontro ocorrem dentro de eventos paralelos, que já se tornaram uma das marcas da Consciência Cristã. Esses eventos tratam de diversos temas numa perspectiva bíblica, tais como família, sexualidade, fé e ciência, liderança, dependência química, missões e outras. Alguns dos eventos paralelos do Encontro para a Consciência Cristã ainda são direcionados a públicos e faixas etárias específicos, como as crianças (Consciência Cristã Kids), os adolescentes (Consciência Cristã Teen) e as mulheres (Encontro de Mulheres para uma Consciência Cristã).

Tais palestras são ministradas por nomes conhecidos no cenário evangélico nacional e internacional. Preletores como Paul Washer, Norman Geisler, Josh McDowell, Justin Peters, Ron Boyd MacMillan, Mauro Meister, Adauto Lourenço, Paulo Cezar (líder do Grupo Logos), Ronaldo Lidório e outros já participaram em edições anteriores do evento.

Para 2016, 23 palestrantes já foram confirmados, alguns dos quais já estiveram na Consciência Cristã, como Hernandes Dias Lopes, Augustus Nicodemus, Russell Shedd, Heber Campos Jr., Solano Portela, Franklin Ferreira, Sillas Campos, Ciro Saches Zibordi e Franklin Ferreira.

Além destes e de outros, a 18ª Consciência Cristã terá a participação do pastor Conrad Mbewe, que lidera a Igreja Batista Kabwata em Lusaka, capital de Zâmbia. Ele é conhecido como o “Spurgeon da África”, e estará pela primeira vez na Consciência Cristã. Além desses palestrantes, na parte musical, teremos os grupos Vencedores por Cristo e Sal da Terra, que ministrarão durante algumas das plenárias.

A 18ª Consciência Cristã terá também a 4ª Feira do Livro da Consciência Cristã, a FELICC, que mais uma vez contará com algumas das maiores editoras evangélicas do país. A feira disponibilizará milhares de títulos a preços promocionais.

A participação na 18ª Consciência Cristã é gratuita, mas depende de inscrição prévia, que pode ser realizada online. Para se inscrever e ter maiores informações sobre o evento, acesse:www.conscienciacrista.org.br.

Fonte: Portal Gospel Prime

 

Cultos Gravados

  • Noite da Restauração - Pb. Welington de Oliveira - 21 06 2018

  • Culto de Ensino - Pr. Cirço de Lima - 19 06 2018

  • Culto da Família - Pb. Josué Rabelo - 17 06 2018

  • Noite da Restauração - Pb. Rodrigo Batista - 14 06 2018

  • Culto de Ensino - Pr. Cirço de Lima - 12 06 2018